Jazz com sotaque japonês

O jazz é pelo menos desde o início do século XX altamente internacionalizado e hoje é ouvido e tocado praticamente no mundo todo. Um mercado em que o jazz tem uma legião de ouvintes e muitos músicos de jazz é o Japão, embora o jazz japonês muitas vezes seja acusado de ser uma cópia mal feita do americano. Mas o fato é que ainda na década de 1950-1960, jazzistas japoneses começam a dar um sabor nipônico e, hoje, há artistas reconhecidos internacionalmente.

Toshiko Akiyoshi. Foto: Brian McMillen

Um dos primeiros jazzistas japoneses a conquistar reconhecimento internacional é a pianista, compositora e arranjadora, Toshiko Akiyoshi que, segundo reza a lenda, teria sido descoberta pelo lendário pianista Oscar Peterson em 1952, quando tocava num bar no bairro de Guinza, em Tókio. Impressionado com a pianista, Peterson convenceu o produtor Norman Granz a gravá-la. Em 1953, sob a direção de Granz gravou seu primeiro álbum em 1953 “Toshiko’s Piano in the US”.

Yosuke Yamashta. Foto: Daniel Shen, Taipei, Taiwan.

Outro nome do jazz japonês é o também pianista Yosuke Yamashita. Compositor e arranjador, Yamashita tem um estilo único de tocar piano. No começo dos anos 1960 formou um grupo do qual fizeram parte Hino Terumasa, considerando um dos melhores instrumentistas de jazz do Japão (é mais conhecido como trumpetista, e toca também corneta e flügelhorn) e Masabumi Kikuchi (1939 – 2015), pianista de jazz e compositor, conhecido por ser eclético, indo da vanguarda clássica ao fusion e à música digital.

Sadao Watanabe. Foto: Sergis Blog.

Há outros vários jazzistas japoneses, mas possivelmente o mais conhecido dos brasileiros é o saxofonista Sadao Watanabe, apaixonado também pela bossa-nova e música brasileira em geral, tendo gravado com Toquinho o disco “Made in Coração”, lançado em 1988.

Atualmente, não só em Tókio, como também em cidades como Osaka, Yokohama e Kobe há jazz bares e jazz cafés. Há rádios japonesas que têm horas de programação só com jazz. Quem quiser conhecer um pouco do universo do jazz japonês pode acessar Tokyo Jazz Map em Jjazz.net ou em TuneIn– ambos com informações em inglês e japonês.

Muita gente imagina, por motivos óbvios, que o jazz chegou ao Japão no final da segunda mundial. Não é bem assim, há quem afirme que jazz chegou ao Japão ainda na primeira década do século 20, junto com luxuosos navios que cruzavam o Pacífico. Normalmente esses navios levavam uma orquestra. Esses mesmo navios não raras vezes chegavam a cidades como San Francisco e Seattle, nos EUA. Mas isso é outra história.

 

Deixe seu comentário